[D&D 4e] Diário de Campanha: A Sombra da Guerra

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[D&D 4e] Diário de Campanha: A Sombra da Guerra

Mensagem por E. Casati em Sex 14 Maio 2010, 1:23 am

Bom, para a nossa primeira sessão ambientada em Eberron, peguei uma idéia de aventura do Tio Nitro e mestrei pra galera. Usei a idéia do Nitro, porque eu não consegui ter idéias melhores que a dele para uma aventura de apresentação de Eberron.

Histórico

Todos os personagens, em algum momento de suas vidas foram contactados por uma elfa chamada Illiana, membro da casa Thuranni. Ela oferecia aos personagens a oportunidade de ingressar em uma organização secreta conhecida como A Sombra da Guerra. A organização tinha como propósito caçar e punir criminosos de guerra da Última Guerra que foram absolvidos injustamente ou não foram punidos. Todos os personagens tinham motivos pessoais para querer fazer parte da organização, e assim começou a união do grupo...

Preparação para a Aventura

Illiana reuniu o grupo para uma viagem à Sharn, pois havia descoberto pistas que a levavam a acreditar que o criminoso de guerra mais procurado pela Sombra da Guerra estava na cidade. Seu nome era Zardoz, um tiefling conhecido como O Açougueiro de Aundair, pois durante a Última Guerra, com o posto de general do exército de Karrnath, havia exterminado mais de 50,000 aundarianos.

Porém, logo pela manhã, após ancorarem o navio voador elemental do psion do grupo, quando seguiam para uma taverna, Illiana sumiu na multidão. Após um dia inteiro sem notícias, uma caixinha de madeira foi entregue aos personagens. Dentro dela havia um dedo decepado, com um anel da Casa Thuranni, e um cristal contendo uma imagem de Illiana aprisionada. Também havia um bilhete, assinado por Zardoz, que mandava os personagens assaltarem o Trem Relâmpago que chegaria naquela tarde à Sharn, roubando o conteúdo do cofre número 043 no vagão da Casa Kundarak, se quisessem ter Illiana de volta, viva.

E assim os personagens rumaram para fora da cidade à bordo do navio voador, para interceptar o trem ainda fora da cidade.

Encontros

1. Invasão do Vagão da Casa Kundarak

A cena foi bem cinematográfica. Não rolei combate em turnos, e foi tudo na base da descrição e narração, com apenas rolagens de perícias.


O warforged guerreiro foi logo tomando a frente do grupo, e quando o trem se aproximava a mais de 200 km/h, ele pulou do barco para tentar se equilibrar sobre o trem. O grupo veio logo atrás.

Enquanto o grupo tentava encontrar uma entrada no teto do vagão logo atrás da locomotiva, o warforged se dirigiu para a sala do maquinista para parar o trem, com a intenção de dar mais tempo ao grupo. O resto do grupo entrou no vagão atrás da locomotiva, menos o anão shaman, que nem com a ajuda de seus companheiros conseguiu se fixar no teto do trem, e caiu.

Dentro dos vagões os personagens encontraram resistência por parte de guarda-costas da Casa Deneith, mas venceram todos, e logo chegaram ao vagão da Casa Kundarak, roubando uma caixinha de ferro de propriedade da Universidade de Morgrave do cofre número 043.

Eles então se dirigiram para Sharn novamente, à bordo do barco elemental.

2. Combate Aéreo Doidimais!

A melhor sacada do Tio Nitro.

Quando os PJs voavam por entre as torres de Sharn, um grupo de goblins voando sobre Cristais Voadores atacou o grupo.


Foi um combate bem legal e diferente.

O warforged foi logo tomando a frente denovo, pulando fora do navio tentando ocupar os cristais dos goblins, e após isso atacando os cristais dos outros goblins para derrubá-los (era uma queda de mais de 200 metros, ou seja, morte certa).

3. Duras, o bairro barra-pesada

Logo após o combate aéreo, um Troll montado em um cristal voador chegou até os PJs e disse que se queriam informações sobre o que procuravam, era só procurarem na Taverna Poço de Lava, nos Cogs.

Os PJs então rumaram para o subterrâneo de Sharn...

Mas ainda na Lower City, teve uma cena interessante, onde o grupo se deparou com um grupo manifestante que protestava contra os warforgeds, acusando-os de estarem roubando os empregos da pessoas de carne e osso. Essa cena teve uma certa dramaticidade por parte do warforged do grupo, que por pouco não saiu matando os manifestantes (o tiefling o impediu).

Aqui também eles puderam ver cartazes de procurado, que indicavam um grupo exatamente como o deles, acusados de assaltar o Trem Relâmpago.

Nos Cogs, os personagens procuraram a taverna Poço de Lava, e puderam ver a realidade nas partes mais baixas de Sharn: criminalidade, miséria e prostituição.

4. Krona e os criminosos do Draaz!

Na taverna, os PJs foram direto procurar o troll. Ele ofereceu um acordo aos PJs: ele sabia onde encontrar Zardoz, mas queria ir junto com os PJs, pois Zardoz era um rival dele no sub-mundo, e ele queria eliminá-lo. Mas ao final da conversa, quando o troll disse seu nome, Krona, o elfo patrulheiro o reconheceu: ele era o líder da tropa goblinóide de Darguun que devastou a vila de seu mestre, em Valenar. Isso acendeu a fúria no patrulheiro, que imediatamente sacou seu arco e atirou no troll.

Então se iniciou uma boa briga de taverna!
Krona gritou pela ajuda de seus capangas orcs, mas já era tarde demais: em duas rodadas, com 2 ataques dos patrulheiro (Golpe das Duas Presas e Repartir Disparo), o troll caiu morto. Restaram seus capangas, que deixaram o shaman à beira da morte com -7 PVs, e o warforged com -4.

Então entraram guardas na taverna, que renderam os PJs. O líder deles, que se apresentou como Inspetor Kraus, teve uma conversa em particular com o tiefling vingador. Ele perguntou sobre o assalto do trem, mas o kalashtar psion, telepaticamente, fez o tiefling - que estava titubeando - dar as respostas certas ao Inspetor, e o grupo conseguiu se safar por pouco.

Após os guardas se retirarem, um homem misterioso apareceu ao grupo dizendo que sabia onde encontrar Zardoz, e que diria isso em troca de ouro. O grupo aceitou o acordo, e o homem também ministrou uma poção de cura no shaman, restaurando sua saúde. O warforged conseguiu retornar à consciência com ajuda de seus mecanismos de defesa (aka habilidade de warforged que torna ele imorrível Laughing).

O grupo então rumou para os esgotos de Sharn, acima dos Cogs.

5. Combate final contra Zardoz

O homem misterioso levou o grupo diretamente à Zardoz e seus capagangas. Ele estava com Illiana, amarrada e amordaçada, e pediu o objeto roubado em troca. Numa barganha tensa, o grupo entregou a caixa, e Zardoz, enquanto empurrava Illiana na direção do grupo, degolou a bela elfa.

O grupo ficou embasbacado, e Zardoz virou as costas e foi andando calmamente na direção de um portal que se abria atrás de seus capangas.

Quando estava prestes a entrar no portal, o vingador tentou pegar a caixa de suas mãos, mas sofreu um contra-ataque que cortou seus pulsos. O Açougueiro de Aundair então arremessou uma moeda no ar na direção do grupo, e com um sorriso sarcástico no rosto, disse ao grupo "Divirtam-se", e entrou no portal, que se fechou em seguida, enquanto o vingador pronunciava palavras de vingança em nome da Chama Sagrada.

A sessão terminou aí, com o grupo pasmo diante da morte de sua líder, prestes a serem atacados pelos lacaios de Zardoz, o Açougueiro de Aundair, e tudo indicando que o tal homem misterioso da taverna, que se apresentou como Mardoroth, trabalha para Zardoz...

Seria tudo planejado? Seria uma emboscada?
Respostas para estas e outras perguntas nos próximos episódios de A Sombra da Guerra!

Vlw.
avatar
E. Casati
Incarna
Incarna

Mensagens : 2674
Reputação : 2
Data de inscrição : 18/03/2010
Localização : Cuiabá - MT

http://atocadodragao.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [D&D 4e] Diário de Campanha: A Sombra da Guerra

Mensagem por Luc1f3R em Sex 14 Maio 2010, 3:48 am

Cara... oq tenho a dizer como jogador é que foi a primeira vez que joguei o cenário e curti pacas a ambientação! O grupo está equilibrado mais ainda falta um pouco de sinergia do grupo no combate... mais isso se dá por conta da habitualidade dos jogadores com os personagens! No mais... fico orgulhoso de entrar pro meu registro rpgístico 3 cenas memoráveis dessa primeira parte
1) o salto no trem - enquanto o povo discutia o Warforged agia
2) o salto nos cristais - essa foi *beep* loca mesmo... queria dar um toque épico na cena
3) a passeata - cara... q fodástico foi isso, eu fiquei arrepiado pq entrei no clima da cena... e só estando ligado com o char pra sentir isso... deixo os sinceros cumprimentos ao narrador pelo clima de tensão criado nesse momento... curti pacas!!!

Bom... no mais soh posso dizer que estou empolgadaum com a próxima sessão que já tem data marcada... e espero que o clima de sessão continue assim... se der pra melhor ainda ^^ !!! Ah... e com mais cenas épicas Frenzied !!!
avatar
Luc1f3R
Athro
Athro

Mensagens : 562
Reputação : 1
Data de inscrição : 19/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [D&D 4e] Diário de Campanha: A Sombra da Guerra

Mensagem por E. Casati em Sex 14 Maio 2010, 3:54 am

Luc1f3R escreveu:2) o salto nos cristais - essa foi *beep* loca mesmo... queria dar um toque épico na cena
Porque vc pegou o clima do cenário... Very Happy

Nessa campanha de Eberron, eu não pretendo penalizar nenhum jogador com rolagens impossíveis de dado ou consequências desastrosas por cenas fora do padrão. Pelo contrário, a intenção é essa, a de realizar cenas de ação exagerada por parte dos jogadores mesmo. Foi por isso que nesse combate eu ignorei a regra de ocupar o mesmo quadrado de um inimigo, justamente pra que vocês pudessem pular nos cristais dos goblins, derrubá-los de lá e usar os cristais durante a batalha. E funcionou! Smile Até o espírito do Shaman entrou na onda... Laughing

E sério... se ninguém tentasse derrubar os goblins de cima dos cristais e daí tentar surfar nos cristais durante o combate, eu ia ficar muito frustrado. AHuehauehauheuahu!!!
avatar
E. Casati
Incarna
Incarna

Mensagens : 2674
Reputação : 2
Data de inscrição : 18/03/2010
Localização : Cuiabá - MT

http://atocadodragao.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [D&D 4e] Diário de Campanha: A Sombra da Guerra

Mensagem por Luc1f3R em Sex 14 Maio 2010, 5:35 am

Opa... Warforged lançando tendências ^^ hauhauhauhauahuahauhauhauha
eu curti o Spirit Wolf Surf hauhauhauhauahauha foi doidimais!!!
no mais ... eu espero isso mesmo cara... so um gancho pra poder realizar ações assim... axo que jah que eh RPG, tem que sentir a emoção que o jogo pode transmitir... mais pra isso tem q estar disposto a dar emoção as suas ações dentro dele também!!! e espero poder incitar esse mesmo ânimo que tenho aos outros jogadores Dança !!!
Essa narrativa merece o selo de qualidade MARAVIWANDERFULL
avatar
Luc1f3R
Athro
Athro

Mensagens : 562
Reputação : 1
Data de inscrição : 19/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [D&D 4e] Diário de Campanha: A Sombra da Guerra

Mensagem por Bruno Cardi em Sex 14 Maio 2010, 10:32 am

hsuahsuaush, mas meu personagem como EU estamos traumatizados com as alturas... meu pikachu acho q ta de boa com isso mas só ele hahahaha

mas velho... tirar um 1, gastar um ponto de ação e tirar OUTRO 1 !!!! azar de mais shaushausahs
avatar
Bruno Cardi
Fostern
Fostern

Mensagens : 189
Reputação : 0
Data de inscrição : 21/03/2010
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [D&D 4e] Diário de Campanha: A Sombra da Guerra

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum